Hideko Honma está entre finalistas do Melhores do Ano, da Prazeres da Mesa

Hideko Honma está entre finalistas do Melhores do Ano, da Prazeres da Mesa

31 de maio de 2022 0 Por bloghideko

A revista especializada em gastronomia Prazeres da Mesa está promovendo o prêmio Melhores do Ano de 2022, para prestigiar os profissionais e estabelecimentos que promovem a boa mesa brasileira. Hideko Honma está entre os finalistas na categoria Artesão da Gastronomia/Produtos. Há outras 34 categorias, cada uma com 5 a 10 indicados.

Os finalistas foram selecionados após uma votação inicial que a Prazeres da Mesa realizou com 130 profissionais da gastronomia e da comunicação. Agora a votação final está aberta ao público, e vai até o dia 5 de junho (domingo).

Vote também! Basta clicar aqui para participar. Não é necessário votar em todas as categorias.

“Um bom recipiente, feito com carinho e dedicação, é essencial para acolher e oferecer o alimento”, lembra Hideko. “Senti-me muito honrada e grata com a indicação para o Melhores do Ano 2022 da Prazeres da Mesa. Ter chegado entre os finalistas é um reconhecimento importante para mim.”

Relacionamento profundo com a gastronomia

Em seu caminho de mais de 20 anos na cerâmica, Hideko pesquisou e criou muitas peças utilitárias, como xícaras, copos, tigelas, bowls e pratos. Todas feitas com as técnicas aprendidas no Japão e produzidas com argila e esmaltes brasileiros. Os esmaltes, em especial, são um destaque, porque são feitos com cinzas de matérias-primas naturais, como palha de arroz, grama, bambu e folhas de café, que dão o aspecto vidrado e característico de suas peças.

Hideko em seu atelier. Fotos: Rafael Salvador/Nikko Fotografia

Muitas peças utilitárias de Hideko são encontradas em restaurantes de alta gastronomia de São Paulo e outras capitais brasileiras. Os chefs adquirem esses itens para compor suas criativas receitas.

Alguns desses mestres da gastronomia tornaram-se parceiros de Hideko. André Saburo (Quina do Futuro, de Recife), Adriano Kanashiro (Santoku, de Acra, capital de Gana) e Erick Jacquin estão entre os chefs que já participaram, por exemplo, do Sukiyaki do Bem, um evento que Hideko realiza anualmente. Nessa iniciativa, a beleza da cerâmica e a alta gastronomia são os elementos principais de uma ação beneficente que contribui com diferentes entidades que prestam assistência a pessoas necessitadas ou em situação de vulnerabilidade.

Atum defumado em ban-chá, servido com dashi de tucupi amarelo, alioli missô com tucupi negro e lâminas de quiabo. Prato de André Saburó para o Sukiyaki do Bem 2019

Hideko também tem o que ela chama de “obsessão” pela chawan (tigela), peça que está presente em diferentes aspectos da cultura japonesa, desde a cerimônia do chá (a bebida é servida em chawans) até no cotidiano (usada nas refeições do dia a dia). Para ela, a chawan lembra o formato de duas mãos que acolhem o alimento e o oferecem ao próximo.

Shoko Suzuki e HIdeko Honma conversam sobre chawan, em 2018

A busca de Hideko por uma chawan honesta levou a ceramista a idealizar e realizar, em 2018, o projeto “Chawan Project”, uma série de palestras na Japan House em São Paulo com ceramistas japoneses e descendentes de japoneses, além de especialistas da área cultural e social. A iniciativa culminou na produção do documentário “Chawan Project: Um Universo em Suas Mãos”, um registro da contribuição dos imigrantes e da cerâmica japoneses para essa arte no Brasil.

Leia mais:

Participe dos nossos cursos de cerâmica

Sukiyaki do Bem 2021 realiza almoço para os idosos do Ikoi no Sono

Instalação de Hideko Honma faz homenagem a figueira centenária do Museu da Imigração